Toxicologia ocupacional: MPT (Ministério Público do Trabalho) determina o fechamento de Indústria Química e multa em R$ 60 milhões

Após a constatação de falhas na gestão segura de produtos químicos, técnicos da Secretaria do Verde e do Meio Ambiente e da Coordenadoria de Vigilância Sanitária (Covisa), determinam o fechamento de uma unidade fabril na zona leste de São Paulo.
 

Segundo as autoridades competentes três fatores contribuíram par o fechamento da empresa. A emissão de 3 a 5 toneladas de enxofre na atmosfera, o armazenamento irregular de produtos tóxicos e o lançamento dejetos em rio.
 

O MPT pediu interdição total da empresa, mas a Justiça do Trabalho entendeu que a paralisação das atividades poderia levá-la à falência.
 

As atividades ficaram suspensas por 20 dias para a realização de perícias nas áreas de engenharia, química e medicina. 

São 37 os itens que o MPT relaciona no processo e que devem ser objeto de adequação por parte da empresa. Entre eles destacam-se a elaboração de laudo ambiental quantitativo e qualitativo referente aos agentes químicos.
 

Relatórios realizados pelos peritos do MPT indicam também a falta de plano de emergência  em caso de acidente  e que os trabalhadores da empresa manipulam substâncias químicas inflamáveis e tóxicas sem que passem por treinamento adequado ou usem equipamentos de acordo com as normas de segurança.
 

Análises de risco devem ser realizadas nas operações que envolvam as atividades descritas acima.

Saiba mais nos links abaixo. 

http://bit.ly/Mvy3ZZ

http://bit.ly/M3U1pf 

{loadmodule mod_convertforms,Convert Forms}