InterTox aumenta vagas em análise de risco para toxicólogos ou farmacêuticos

O profissional especializado em Análise de Riscos no campo químico e toxicológico ganha cada vez mais importância e demanda. Não é difícil de entender tal comportamento no mercado profissional. Pelo menos três fortes fatores concorrem simultaneamente para isso.

Primeiro, a dependência cada vez maior, e visceral, do modo de vida do ser humano atual em relação ao mundo dos compostos químicos. Para onde quer que nos voltemos, estamos rodeados por produtos químicos. Eles são parte hoje inseparável de nossos sistemas e modelos, inclusive mentais.

Segundo, a Toxicologia nos ensina, indubitavelmente, que todo produto químico apresenta potencial tóxico (toxicidade) e para que tal potencial se manifeste num ser vivo qualquer basta que ocorram as condições propícias de exposição (contato). Então, o uso avassalador de produtos químicos aumenta as chances de intoxicação e para isso precisamos estar preparados.

Terceiro, a consolidação de uma visão democrática de prática social, mesmo que a todo custo e ainda incipiente, associada a questões como defesa do consumidor, livre direito a informações, práticas de sustentabilidades, responsabilidade social e ambiental de empresas, custo de doenças ocupacionais e de acidentes do trabalho, etc., faz com que o risco, no que quer que seja, sofra investigação, dimensionamento e comunicação.

Estas três forças suscitam o aparecimento de um novo profissional. No caso dos riscos químico e toxicológico, um profissional com sólida formação de base química, bioquímica e toxicológica. Com tal base e, também, com conhecimentos relevantes de estatística e computacionais, este profissional se denominará Analista de Risco Toxicológico, isto é, aquele que é capaz de antever o risco tóxico, diagnosticá-lo, mensurá-lo, administrá-lo no sentindo da minimização ou anulação, comunicá-lo, vigiá-lo e registrá-lo, construindo séries históricas de relações causais que realimentarão o conhecimento e sua prática. Há várias formas de aplicação prática dos conhecimentos deste profissional, que vão desde a análise de risco para liberação de uso de produtos químicos, até a investigação de situações reais de contaminação química ambiental, passando pelo disciplinamento de documentação legal a respeito do uso e comunicação de propriedades dos ditos produtos químicos.

A Intertox é uma empresa sediada na cidade de São Paulo, que há onze anos atua na área de toxicologia, ecotoxicologia e estudo do risco tóxico. E tem avançado ininterruptamente na esteira do crescimento da demanda social por conhecimento, informações e ações quanto ao controle deste tipo de risco. Por isso, já consolidada, ela novamente abre oportunidades para profissionais com formação no mister da análise de riscos toxicológicos, dessa vez especialmente para farmacêuticos, pois tal formação acadêmica possui em sua grade curricular, obrigatoriamente, disciplinas de Toxicologia.

Eis, enfim, um aspecto peculiar de nossa dinâmica social: pretendemos progresso e bem estar, criamos tecnologias especiais para isto, tais tecnologias trazem consigo o uso intenso de produtos químicos, eles são potencialmente tóxicos, criamos conhecimento para gerenciar o risco daí advindo, surge uma nova oportunidade empresarial, surgem os especialistas no assunto, e o circuito se fecha e o homem continua sua marcha...

{loadmodule mod_convertforms,InterNews}