Descoberta causa de morte de peixes em Rio no Espirito Santo

morte peixes em Rio no Espirito Santo

Após constatação da mortalidade de diversos peixes no Rio Castelo, em Cachoeiro do Itapemirim no Espírito Santo, fiscais do Instituto Estadual de Meio Ambiente (Iema) descobriram que a água foi contaminada por cloreto férrico utilizado por uma indústria de alimentos da região.

 

 

morte peixes em Rio no Espirito Santo 2

De acordo com os moradores da região, a água começou a ficar com tonalidade avermelhada, a espuma ficou presa na vegetação e fez com que os peixes subissem tentando buscar oxigênio.

Conforme descrito na literatura mundial, o cloreto férrico é uma substância nociva ao meio ambiente e, por ter característica ácida, pode causar danos aos organismos aquáticos.

Após a investigação do ocorrido, o Iema determinou que a empresa responsável pelo lançamento de cloreto férrico limpe área afetada e realize um relatório sobre o produto num prazo de até 15 dias.

A companhia de abastecimento interrompeu a captação de água logo após a constatação da mudança na coloração da água. Porém, com a coloração da água normalizada e a realização de novos testes a captação foi reestabelecida não oferecendo nenhum risco a saúde da população. 

Referências

http://www.aquinoticias.com/espirito-santo/2017/10/substancia-que-matou-peixes-no-rio-castelo-saiu-de-abatedouro-de-frangos-afirma-secretario-de-cachoeiro/2430009/

http://www.gazetaonline.com.br/noticias/sul/2017/10/uniaves-tem-15-dias-para-explicar-vazamento-de-produto-quimico-dentro-de-rio-1014105690.html

https://g1.globo.com/espirito-santo/sul-es/noticia/iema-determina-limpeza-de-rio-poluido-em-castelo-es-de-forma-imediata.ghtml

https://g1.globo.com/espirito-santo/sul-es/noticia/fiscais-detectam-carga-quimica-em-rio-do-es-apos-peixes-aparecerem-mortos.ghtml

{module Convert Forms}