Comissão Européia declara controversa proibição de praguicidas

A comissão Européia aprovou uma moratória de 2 anos para três praguicidas de amplo uso e que são potencialmente danosos a abelhas e outros insetos polinizadores, apesar da discordância de alguns países membros.

A decisão foi tomada após a publicação pela EFSA (European Food Safety Authority) em Janeiro deste ano de relatórios que concluíam que 3 praguicidas neonicotinoides - clothianidin, imidacloprid, e thiamethoxam - representavam “risco agudo” a abelhas de mel importantes para a manutenção do sistema natural.

Após 2 votações inconclusivas pelos estados membros, a comissão pode passar a sua proposta. A primeira votação aconteceu no dia 15 de março, quando 13 estados membros endossaram a moratória, 9 votaram contra, e 5 se abstiveram. Mas como o voto de cada país tem pesos diferentes de acordo com o tamanho de suas populações, não foi obtida uma “maioria qualificada”.

 

No dia 29 de abril, houve nova votação no comitê de apelação, quando 15 estados membros votaram a favor da moratória, 8 rejeitaram e 4 se abstiveram. Apesar do aumento no numero dos estados que defendem a moratória, “a maioria qualificada” não foi atingida e a Comissão Européia usou do seu direito de seguir em frente com a proposta. A Comissão concluiu que os relatórios da EFSA revelaram um risco no uso dos praguicidas e que a decisão mais sensata no momento é se optar pela moratória no uso para se ter tempo e avaliar melhor o risco. A Alemanha, depois de se abster na primeira votação, aprovou a moratória no segundo turno. Atitude significativa, já que abriga a Bayer Crop Science, uma das 2 firmas que produzem este tipo de praguicida.

A restrição de 2 anos no uso dos praguicidas nicotinóides será aplicada as plantas que atraem abelhas, como plantações de trigo, algodão, girassol e cânula e se iniciará em 1 de dezembro de 2013. A moratória será aplicada em toda a União Européia, inclusive nos países que votaram contra.

A Intertox publicou recentemente no portal matéria sobre os riscos na utilização destes praguicidas intitulada “Estudos sugerem que praguicidas comumente usados danificam o cérebro de insetos polinizadores”.

REFERÊNCIAS, NOTAS OU LINKS

Saiba mais sobre as pesquisas:

Palmer e colaboradores. Cholinergic pesticides cause mushroom body neuronal inactivation in honeybees. http://www.nature.com/ncomms/journal/v4/n3/full/ncomms2648.html

Williamson & Wright. Exposure to multiple cholinergic pesticides impairs olfactory learning and memory in honeybees. http://jeb.biologists.org/content/early/2013/02/04/jeb.083931

{loadmodule mod_convertforms,Convert Forms}