TOXICOLOGIA: Abuso de “agrotóxicos”

“Agrotóxicos”, nome popularmente dado aos praguicidas – são definidos como: “produtos e os agentes de processos físicos, químicos ou biológicos, destinados ao uso nos setores de produção, no armazenamento e beneficiamento de produtos agrícolas, nas pastagens, na proteção de florestas, nativas ou implantadas, e de outros ecossistemas e também de ambientes urbanos, hídricos e industriais, cuja finalidade seja alterar a composição da flora ou da fauna, a fim de preservá-las da ação danosa de seres vivos considerados nocivos” (Lei federal 7.802/1989) e são amplamente empregados, em escala mundial, no combate ao crescimento de diversos tipos de pragas.

Porém, no Brasil, esse emprego têm sido intenso. Nosso país é pelo quinto ano consecutivo o maior utilização destes compostos http://correiodobrasil.com.br/paraiso-dos-agrotoxicos-o-inferno-e-aqui-mesmo/539266/#.UJfjMm_AfCi. Desde 2008 até os dias atuais, somos o maior consumidor quanto ao volume de praguicidas utilizados tanto nas atividades agropecuárias como em áreas correlatas.

O Brasil consome o equivalente a 1/5 do total de praguicidas produzidos mundialmente, os Estados Unidos 17%, lembrando-se o importante dado de que a área agrícola do Brasil é menor que a dos EUA.

Neste contexto, não se deve comemorar a liderança do país neste ranking, isso porque os praguicidas são compostos tóxicos à saúde humana e ao ambiente. Os possíveis danos à saúde humana são: desenvolvimento de câncer, desenvolvimento de doenças neurológicas, doenças no sistema reprodutor, prejuízos ao desenvolvimento fetal, entre outras doenças.
A exposição aos praguicidas dá-se através do consumo de alimentos contaminados, como frutas, verduras, legumes, e principalmente no local de trabalho, devido à exposição ocupacional dos trabalhadores envolvidos na aplicação destes compostos nos cultivos. Os danos ao meio ambiente vão desde a contaminação do solo e da água Até o desequilíbrio em cadeias ecológicas.

Um fato agravante na comercialização destes compostos entre nós é que alguns praguicidas ainda empregados e produzidos no Brasil já foram proibidos em países como EUA, Canadá e União Europeia.

Referência: http://correiodobrasil.com.br/paraiso-dos-agrotoxicos-o-inferno-e-aqui-mesmo/539266/#.UJfjMm_AfCi

{loadmodule mod_convertforms,Convert Forms}