REACH: 1º Prazo para a regulamentação da União Européia ocorre com sucesso

O primeiro prazo para a regulamentação da União Européia relativo ao REACH, Registration (Registro), Evaluation (Avaliação), Authorisation and Restriction (Autorização e Restrição) of Chemicals (de Substâncias químicas) foi cumprida com sucesso, segundo os participantes.

 

Representantes da empresa química e funcionários da Agência Européia de Produtos Químicos (ECHA) trabalharam nas últimas horas de 30 de novembro para armazenar os dados de entrada para substâncias que satisfaçam os requisitos de volume de 1.000 toneladas métricas anuais, ou que são considerados de grande preocupação.

Até o prazo de 01 de dezembro, a ECHA havia recebido 24.675 processos de registros de empresas que haviam representado 4.300 substâncias. Geert Dancet, diretor executivo da ECHA, expressou alívio “Sem soluço” quando foram encontradas nas últimas semanas. Sua equipe irá rever as submissões, incluindo que as empresas relataram corretamente seu tamanho e publicação de informações não confidenciais sobre as substâncias registradas para 01 de março de 2011.

As empresas relatam que eles estão aliviados por ter concluído essa primeira etapa de inscrições, ainda que à custa de recursos significativos monetários e pessoais.

Mas o alívio é apenas "temporário", observa Erwin Annys, diretor do REACH e política de produtos químicos no Conselho Europeu da Indústria Química (CEFIC), um grupo comercial. Os esforços da indústria irá agora centrar-se sobre o prazo seguinte de junho de 2013 para as substâncias produzidas ou importadas em 100 toneladas ou mais por ano, o prazo final em 2018 tem como alvo substâncias produzidas ou importadas, entre 1 e 100 toneladas métricas. Comparado com o primeiro turno, quando 86% dos processos foram movidos por grandes empresas, estas rondas de baixo volume irá envolver mais empresas de pequeno porte.

"As próximas etapas serão mais difíceis", adverte o presidente da CEFIC, Giorgio Squinzi, "especialmente para as pequenas e médias empresas."

 

Fonte:

http://pubs.acs.org/cen/news/88/i49/8849notw5.html