Anvisa suspende venda e apreende tinta para tatuagem

A Portaria da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicada na última sexta-feira (10) no Diário Oficial da União determina a suspensão da fabricação, comercialização, distribuição e uso de todas as tintas para tatuagem da marca Supreme, da empresa Tseva. De acordo com o Órgão ligado ao Ministério da Saúde, pelo produto não possuir registro na agência, é considerado clandestino e, portanto, não há nenhuma garantia sobre a ausência de produtos tóxicos ou carcinogênicos entre os componentes da tinta.

Segundo o G1, em setembro de 2013 foi apresentada pelo Ministério Público de São Paulo uma denúncia à Justiça contra a empresa Tseva alegando que havia na tinta a presença de metais altamente tóxicos como titânio, chumbo, cádmio, mercúrio, nióbio, entre outros, segundo laudo do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT).

Já na França, este mês entrou em vigor a proibição de 90% das tintas coloridas para tatuagens. Segundo o governo francês, os produtos podem conter componentes que causam infecções, alergias e até cancro na pele. No país, os desenhos ficaram limitados ao preto e a apenas um tom de verde e um de azul. Os franceses que quiserem uma tatuagem colorida terão que atravessar a fronteira do país.
Em artigo publicado no jornal francês Le Nouvel Observateur, o médico dermatologista Jacques Bazex defende a interdição. “Os riscos de infecção são indiscutíveis. Existe intolerância a certas substâncias, principalmente àquelas dos pigmentos coloridos. Linfadenopatias, pseudolinfomas e quelóides já foram assinalados após tatuagens e os pseudolinfomas podem se manifestar somente 32 anos depois”.
No Brasil, as três marcas de tinta de tatuagem autorizadas pela Anvisa são:

  • Tinta para tatuagem Starbrite Colors – Amazon Indústria, Comércio, Exportação e Importação de Produtos Especializados.
  • Tinta para tatuagem Electric Ink – Electric Ink Indústria Comércio, Importação e Exportação LTDA.
  • Tinta para tatuagem Iron Works – Brasil LTDA.

A agência do Brasil orienta as pessoas que querem se tatuar a cobrar do profissional responsável as informações referentes à tinta. Na embalagem do produto é obrigatória a apresentação do número de registro na Anvisa bem como a identificação do fabricante e distribuidor. As informações também podem ser verificadas pelo atendimento ao telefone 0800 642 9782.
Para saber mais sobre tatuagens e seus riscos toxicológicos, consulte o artigo publicado RevInter em junho de 2012: “Riscos Toxicológicos das Tatuagens”.

Fonte:

http://portal.anvisa.gov.br/wps/content/anvisa+portal/anvisa/sala+de+imprensa/menu+-+noticias+anos/2013+noticias/saiba+quais+sao+as+tintas+de+tatuagem+autorizadas+no+brasil

http://g1.globo.com/bemestar/noticia/2014/01/anvisa-determina-apreensao-de-tintas-para-tatuagem-da-marca-supreme.html

http://operamundi.uol.com.br/conteudo/noticias/33017/por+precaucao+franca+proibe+tatuagens+coloridas+a+partir+de+janeiro.shtml

http://revinter.intertox.com.br/phocadownload/Revinter/v5n2/rev-v05-n02-01.pdf