Toxicologia: Busca por ouro na Nigéria causa envenenamento em grandes proporções

Nigéria, estado de Zamfara. A busca pelo ouro que começou após a grande valorização do minério em meio a crise econômica mundial tem feito muitas vítimas. Podemos destacar a reportagem abaixo realizada por um canal de comunicação americano descrevendo o quão prejudicial está a situação dos habitantes de Zamfara pela extração do minério em questão. Segundo a reportagem realizada com um dos habitantes de Zamfara, Mohammed Abubakar sente pela perda do filho.

Seu filho está entre as cerca de 400 crianças que morreram e 30 mil outras pessoas que tenham sido envenenadas no estado de Zamfara, ao norte da Nigéria, desde Março na pior epidemia do mundo registrado de intoxicação por chumbo.

"A situação é mais extensa do que se pensava quando este foi descoberto pela primeira vez em maio passado", disse John Keith, do Instituto Blacksmith, uma organização internacional sem fins lucrativos que investiga riscos ambientais e está organizando a limpeza da contaminação por chumbo na região.

“Existem aldeias mais envolvidas, e os níveis de chumbo são mais elevados e o número de crianças afetadas é maior que qualquer primeira estimativa”, acrescentou.

As aldeias remotas foram contaminadas após o aumento do preço internacional do ouro que ficou acima de 1,300 dólares por onça, devido à crise econômica global.

Os jovens começaram a escavar o minério de minas próximas e processá-los em suas casas em busca de ouro. Mas eles não sabiam manusear a mineração e a poeira da transformação, assim contaminando suas casas.

Como as crianças brincam na poeira em torno de seu poço de água, os testes mostram que a casa de Abubakar foi contaminada com 11.000 partes por milhão de chumbo. De acordo com os EUA pela Agência de Proteção Ambiental (USEPA), o nível seguro de chumbo é de 400 partes por milhão.

"É extremamente perigoso", disse Casey Bartrem, coordenador de projetos da Blacksmith, que está testando as casas nas aldeias. "É a razão pela qual nós temos que vir aqui e remover o solo."

A operação de descontaminação que está sendo realizada consiste na remoção do solo contaminado e limpeza de todas as áreas atingidas, incluindo as aldeias contaminadas pelo chumbo. O maior problema não é a descontaminação e sim a área afetada, estimada em 4x4 km entre cada aldeia.

Você pode verificar a reportagem completa em:

http://edition.cnn.com/2010/WORLD/africa/11/30/nigeria.gold.mining.lead.poisoning/index.html?hpt=C1

{loadmodule mod_convertforms,Convert Forms}