O aquecimento global e o futuro do urso polar

O futuro do urso polar é incerto devido ao "aquecimento acelerado do Ártico", alertou no dia 17 de Janeiro, o braço canadense da organização ambientalista Fundo Mundial para a Natureza (WWF). A organização declarou 2013 o "Ano internacional do urso polar", lembrando que ele marca o 40º aniversário do Acordo para a Preservação da espécie, firmada pelos cinco países que abrigam populações de ursos polares, entre eles o Canadá. O Canadá abriga 60% dos 20.000 a 25.000 ursos polares do planeta. Os outros países signatários do acordo são Dinamarca, Estados Unidos, Noruega e Rússia.

Nos últimos quarenta anos, estes países financiaram pesquisas científicas para identificar as populações de ursos polares mais vulneráveis. Também foram criadas áreas de hábitat protegidas. Em 2011, o governo canadense incluiu o grande mamífero carnívoro, cujo peso se situa - entre os machos - entre 400 e 600 quilos, na lista de espécies vulneráveis ou ameaçados, julgando a situação como "preocupante".

Segundo Smith (2011) autor do livro “O Mundo em 2050: como a Demografia, a Demanda de Recursos Naturais, a Globalização, a Mudança Climática e a Tecnologia Moldarão o Futuro”, em 2007 foi comprovado que 40% da calota polar derreteu, desaparecendo em questão de meses. Os modelos climáticos existentes não haviam previsto um fenômeno como esse, até pelo menos em 2035. Tais modelos não acompanharam a rapidez que o fenômeno se deu de fato. O autor mostra a mudança de comportamento do urso polar cujo lar é o gelo flutuante, onde caça, dorme e se acasala. O urso polar não hiberna no inverno. No verão, quando o gelo se desintegra e diminui, eles são forçados a migrar para a terra, por conseguinte sendo forçados a jejuar até a volta do gelo. Já foram confirmadas por biólogos ocorrências em que ursos polares caçaram e comeram uns aos outros. O que significa dizer que a cadeia alimentar como um todo – do fitoplâncton ao urso polar –, que está intrinsecamente associada à presença do gelo oceânico está sendo prejudicada.

Links:

Saiba mais sobre o livro “O Mundo em 2050: como a Demografia, a Demanda de Recursos Naturais, a Globalização, a Mudança Climática e a Tecnologia Moldarão o Futuro” em http://www.revista.ufpe.br/revistaclio/index.php/revista/article/viewFile/226/157

Saiba mais sobre o urso polar em: http://pt.wikipedia.org/wiki/Urso-polar

Saiba mais sobre a WWF canadense em: http://www.wwf.ca/

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar